Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco

1 Tessalonicenses 5.18

Essa semana comemoramos os quatrocentos e sessenta e quatro anos da cidade de São Paulo. Como você se sente ao ser morador dessa megalópole? Você é daqueles que só murmuram e reclamam pelas mazelas da cidade? Ou você é daqueles que agradecem e oram pela bênção de servir ao Senhor aqui? Ao avaliar tudo ao nosso redor que sentimento deve embargar nosso coração? Gratidão.

Espere aí reverendo, passei por tantas lutas, enfermidades, perdi meu trabalho, não passei no vestibular, roubaram meu carro, assaltaram minha casa, sofri desilusões amorosas, problemas de relacionamento, tantas outras lutas e o pastor aparece com essa conversa de gratidão? Queridos irmãos, há momentos que são mais difíceis, porém, este texto nos apresenta umas das maiores bênçãos que pode habitar no coração de uma pessoa, a bênção da gratidão.

A primeira verdade que o texto nos ensina é que a gratidão é ummandamento. O texto está no imperativo, isto significa que não é uma opção,não é uma possibilidade e nem sequer um conselho, é uma ordem! Pois bem, se,de fato, pertencemos ao Senhor e temos recebido nele, toda sorte de bênçãosespirituais, nas regiões celestiais, em Cristo Jesus, ainda estamos no lucro! Comodizem os poetas, pode a casa desabar e a família sofrer, a doença chegar e o corpotodo doer, com Cristo no barco tudo vai muito bem e passa o temporal. Comodiz o Salmo 34, muitas são as aflições do justo, mas o Senhor de todas o livra. Sevocê perder tudo, sofrer muito nesta cidade e só sobrar a salvação, ó abençoadocoração, você deve transbordar de gratidão!

Todavia, o nosso texto vem nos iluminar, revelando que a gratidão é fruto da compreensão de que Deus é Soberano. O autor inspirado diz que esta é vontade de Deus para conosco. O salmista diz no Salmo 115.3, que no céu está o nosso Deus e tudo faz como lhe agrada. Isto significa que nada está fora do controle do Senhor, tudo ocorre do jeito que Ele quer. Jesus é mais minucioso ao dizer em Lucas 12.7 que até os cabelos da nossa cabeça estão todos contados. Para este vosso interlocutor, que está perdendo volume capilar, este texto é um grande consolo. Mas o que Jesus quer nos ensinar é que até os mínimos detalhes, até os cabelos da nossa cabeça são quantificados e estabelecidos pelo Pai celestial. Sendo assim, louvado seja Deus! Pois o Deus que me ama é o Rei do Universo e nada foge ao seu controle! Deus não se esqueceu de você, ele está tirando a lama que está grudada na sua vida e por isso o esfregão tem que ser mais forte. Coragem! Esta é a vontade Deus, no final você verá que está mais parecido com o Senhor Jesus. O Senhor está no trono!

Não obstante, o texto vem nos ensinar que a gratidão deve ser cristocêntrica. O texto diz: está é a vontade de Deus, em Cristo Jesus, para convosco. Nada na vida do cristão está separado de Cristo Jesus. Tudo de bom que podemos anelar está fundamentado na Graça maravilhosa de Jesus! Sabemos que somos pecadores, nossa transgressão ofende a Deus, somos merecedores de grande juízo. É somente pelo sangue vertido no madeiro, somente pelo sacrifício expiatório do Cordeiro que, a justiça de Deus pode ser imputada a nós, pela fé depositada exclusivamente na pessoa de Jesus. Pela fé no sacrifício vicário de Jesus, nós, anteriormente filhos da ira, inimigos de Deus, agora somos reconciliados com o Deus Todo-poderoso. É somente por causa de Jesus que temos livre acesso ao santo dos santos, à sala do trono e entramos confiadamente em audiência com o Rei. Nesse momento de tanta solenidade, nos dirigimos ao Soberano Deus com o seguinte vocativo: “Pai”. Jesus nos ensinou a chamar a Deus de Pai! Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome. Somente por causa de Jesus fomos feitos filhos de Deus!

Portanto, amado irmão, o que acontece no coração é uma verdadeira explosão de inesgotável gratidão! Agradeça ao Senhor por essa cidade, ore por ela e seja uma bênção aqui!

Rev. Rosther Guimarães Lopes

0 comentário em “Gratidão

Deixe uma resposta